..Bem vindo ao mundo invertido, surreal, abstrato e desconexo que surge a partir desta realidade imaterial.. cada vez mais invertido, surreal, dadaista,expressionista, abstrato, desconexo e subversivo, com muito orgulho disto..

05 maio, 2010

A luz: o despertar da duvida (part 3)


Imagem Edward Gorey

Quando voltou a si percebeu que seu abdômen estava ao chão, algo de uma cor que jamais havia visto esta brotando de suas entranhas, sentiu o calor deixando seu corpo e a dor que vinha em ondas continuas.
Tentou controlar os membros de seu corpo como tinha feito anteriormente, mas estava ficando a cada momento mais fraco, sua vida estava sumindo, sendo sugada pelo chão que lhe segurava.
Próximo a ele estava aquele que a pouco lhe tentará semeando a duvida em sua certeza, sua voz veio como ventos suaves aos ouvidos de todos falando sobre como é fatal cair em desespero por não ser ninguém.
Estava semeando a maldita duvida na vida dos outros também, como havia feito com ele próprio apenas para distraí-lo e lhe destruir enquanto ponderava conseqüências.

Maldito seja, cria a mentira, nos faz vidas em servidão e destrói a esperança quando nos levantamos.
Maldito seja em sua existência simbionte, dependente de cegos que não vêem a luz, e novamente a voz aveludada soou sobre todos ali presentes, mas não compreendeu o que estava sendo dito, sua mente mergulhava em um estado letárgico.
Mas conseguiu ver quando outro que estava ao seu lado e tinha observado tudo lentamente se ergueu sobre as pernas e desafiou o senhor, logo após outro mais adiante também começou a se levantar, um por um, todos começaram a ver através da fumaça forjada nas mentiras que obstruía a luz.
Pouco antes de perder os sentidos viu aquele que tinha os traços jovens e suaves dar um passo para traz, recuando para traz de sua própria neblina enganadora.
Enquanto mais do liquido rubro encharcava o chão, ele se entregava a esta sensação nova que roubava seu calor e tudo que ele conhecia, assim como ele olhou a luz ele se entregou a esta escuridão que lhe abraçava tão forte, o final ou começo?
A duvida ainda estava dentro dele e ele soube a reposta, havia feito o melhor para todos em não ter respondido por eles enfim. Então se deixou levar pelo desconhecido, para onde? Ninguém sabe, ainda.
_____________
Fim (?)

Nenhum comentário: