..Bem vindo ao mundo invertido, surreal, abstrato e desconexo que surge a partir desta realidade imaterial.. cada vez mais invertido, surreal, dadaista,expressionista, abstrato, desconexo e subversivo, com muito orgulho disto..

05 fevereiro, 2011

Diario de um perdido #28




Entrando nesse mundo quase insatisfatório de flutuações imaginárias que fica na minha cama, cada vez mais me questiono sobre a necessidade de retornar ao estado normal, por isso a quase satisfação de estar retornando ao caminho do paradigma primordial, enfim, o caminho para a sobriedade tão desnecessária.
Enquanto as palavras pulsão como girinos florescentes num turbilhão de ódio pelo seu progenitor eu me pergunto quanto tempo ainda terei desta ressaca moral que me assegura uma travessia segura entre essas quatro paredes tão azuladas que me fazem cerco.
Um feliz fim para lembranças quase inacabadas, o flutuar pela realidade enevoada de uma manha sobre o teto de concreto da falta de insanidade, perguntas brotam de um lugar desconhecido, alguém desconhecido? Um eu desconhecido? Eu?
Sem respostas elas se transportam apenas para a área do fora da razão, quem quer saber o que não se tem respostas? O que não se sabe quem fez a pergunta? Para serve a resposta se não se tem quem a receba? Estado tão sóbrio de percepção e maravilha de um mundo realmente admirável, lamentável apenas não ser eu aquele que vai conseguir delinear tudo o que aprendeu nessa jornada, enfim, limites de minhas palavras, apenas coisas que surgem do mesmo nada para que vão... 

6 comentários:

Kayke Campeche Lira disse...

excelente blog, obrigado por comentar em meu post, postei um comentário respondendo-lhe.

Segue...

www.personagemprincipal.blogspot.com

Jânio Quadros Notícias disse...

Cara, é muito depre esse post. Perder a vontade de sair do quarta, acha monotomia para isso. Gostei o blog.

priscilinha13b disse...

que louco! =D
no começo suspeitei que estivesse drogado Oo

http://diariodapriscilinha13.blogspot.com/2011/02/pessoas-diferentes.html

Karla Hack dos Santos disse...

Por ser um texto que brinca com o estado mental/pessoal.. as analogias e referências para descrever ficaram soberbas!
Não sei bem o porquê.. Mas só conseguir pensar no filme Magnólia!

;D

Angélica disse...

Olá... gostei MUITO do seu blog.. mesmo

parabens

(bom, qria deixar uma critica construtiva claro.. o conteúdo é muito bom mesmo, mas o visual eu fiquei meio perdida... muitas coisas...)

parabens pelo conteudo q vc coloca aqui

Millena Blogueira disse...

Um post complexo,criativo e perfeito.
Primeira vez no seu blog e gostei.