..Bem vindo ao mundo invertido, surreal, abstrato e desconexo que surge a partir desta realidade imaterial.. cada vez mais invertido, surreal, dadaista,expressionista, abstrato, desconexo e subversivo, com muito orgulho disto..

30 agosto, 2011

Diario de um perdido #35,5


Me pergunto se as vezes deveria focar em algo mais banal, assim talvez as pessoas entendessem melhor o que escrever, quem sabe até se identificassem se eu usasse palavras tao repetidas e frases com significados mais comerciais, falar de amor como todo mundo fala, ou mesmo de dor, solidão e perda usando o mesmo angulo que vocês, eles, todo mundo esta acostumado a tentar entender tudo, usar palavras que perderam seu sentido de tão faladas levianamente para abordar temas que fluem do fundo das experiencias inominadas, um tanto paradoxal, não é mesmo? Mas creio que ajudaria o melhor entendimento, porem, não expressaria nada do que eu realmente quero lhes mostrar.. é frustrante até certo ponto, apesar de reconfortadora essa sensação de falar ao vento, aproveitar o momento só e apenas marcar essa memoria para a existência, eternamente perdida... na inexistência... 

Um comentário:

M!sunderstood disse...

Acalme-se...Apesar de frustrante, ainda há pessoas que entendam...Sempre haverão pessoas pra escrever versos soltos e sempre haverão pessoas para entendê-los. Se não, não haveria sentido no ciclo.

Misunderstood.