..Bem vindo ao mundo invertido, surreal, abstrato e desconexo que surge a partir desta realidade imaterial.. cada vez mais invertido, surreal, dadaista,expressionista, abstrato, desconexo e subversivo, com muito orgulho disto..

29 junho, 2013

Diarios de um perdido #46


(05/10/12)
não quero dizer muito, até porque muito do que foi dito é a mais pura verdade.
sei que posso apenas concordar, abaixar a cabeça, aceitar ser mais uma vez e deixar que todas as minhas intenções sejam alteradas desta forma doentia e macula pela falta compreensão.
espero que não esteja apenas dizendo oque é desejado ouvir, já que algo do que se foi proposto e a insignificância das minhas opiniões, argumentos e assim fazendo a perda da mais pura verdade em sua natureza. ja cansei, assim como das outras vezes, o sentido destes atos repugnantes se perdem dentro de memorias apenas mais intoleráveis de dor e tingidas com sangue de punhaladas traiçoeiras.
é inútil você tentar, tentar e tentar, quando só quem erra é você mesmo e quando isto acontece sempre tem alguem pronto a dizer que tudo o que fizer e inútil e que o significado da sua existência é nulo.

algo ruim de você dedicar toda a sua vida a uma relação é perceber que quando a pessoa em questão esquece de você, não se importa mais ou mesmo te ignora são as dores geradas ao ver tudo o que você construiu como expectativas ruírem nos segundos apos a detecção destas ações.

no fim você se poe no local em que a sua contra parte lhe afirmou que você estaria, pois ali e seu lugar.
eu já não questiono tanto sobre este tipo de posicionamento, abaixo minha cabeça e vou, quando alguem lembrar de mim, quem sabe lembrem, eu me levantarei e mostrarei o que isto significou para quem já foi esquecido e recordado.

uma vez me disseram para abandonar tudo e esquecer. falaram que não vale a pena, pois tem pessoas na espera, foi dito também que era tudo exagero e que eu aturo demais, que o caminho para algo dar certo não é este e que eu já tinha perdido toda credibilidade como companheiro.
pensei em que lugares chegaria, quais situações iriam se envolver no decorrer destas realidades, porem sempre retorno ao mesmo objetivo romântico em que me encontro.

palavras que as pessoas não gostam de ouvir se põe a mente, como "fuga de tudo", "solução final" e "morte, libertadora", mas sem chão como se pode prosseguir? hanha sei que é "idiotice" mas ainda acho plausível, dentro de certos círculos de acontecimentos.

eu acho que vale a pena lutar, esquecer o que já ficou e danificou tanto a confiança.
ou talvez eu esteja com medo de enfrentar uma verdade não dita, chegar a um ponto onde o conforto mesmo com dor é melhor que a insegurança sem tortura. será que ja estou tao experiente assim? ha ha
tenho medo chegar um dia e tudo o que faz sentido hoje ser visto como bobeira.
de ser ridicularizado como já fui.

quando foi dito algo sobre o ocorrido em relação ao meu medo dos ataques de terceiros, eu sofri um ataque dentro de mim, os comentários que foram feitos sobre como eu sou ridículo em pensar certas coisas tiveram um efeito desmoralizador tao eficaz que a minha segurança se foi.

minha nova segurança se faz dentro destas incertezas, eu aceito, eu obedeço, pois mesmo que fale o que eu penso, sinto e acredito ainda não se torna real até que assuma ser o bandido e o certo seja uma placa pendurada nos pescoços escolhidos por alguem que parece pouco ligar para você.

um doença da alma, isso é o que é a falta de confiança.
e assumo que não tenho sido o melhor amigo, companheiro e de longe tenho sido um dos piores namorados que já existiu, sei disso e escrever isso me dói mais do qualquer outra coisa.
chato ser bobo e deixar as lagrimas escorrem ao pensar em quanto faço sofrer a pessoa que só me quer bem, só mostra o quanto não mereço tudo isso, é triste, ruim e ser parte disto, ser o problema é o que mais destrói minha felicidade.

ela diz que eu penso demais, "que eu deixo meus pensamentos viajarem" mas não percebe que eu perco o controle as vezes, mesmo me esforçando para retomar o mais rápido, estou tentando evitar ficar perto de lugares com muito movimento junta dela, quando iriamos entrar eu falei que não queria, pois achava que não seria legal, mas ela me puxou, ai fiquei sem jeito de explicar o motivo, não é que eu não me sinta bem no local, mas eu sabia o que poderia acontecer, ser interpretado de maneira errada, como se eu fosse um caçador procurando devorar sua presa visual, algo que pode ser interpretado como descontrole, perda de foco, atividade involuntária.

 de  para  que esta tortura termine, mas se 

Nenhum comentário: