..Bem vindo ao mundo invertido, surreal, abstrato e desconexo que surge a partir desta realidade imaterial.. cada vez mais invertido, surreal, dadaista,expressionista, abstrato, desconexo e subversivo, com muito orgulho disto..

17 julho, 2013

Diarios de um perdido #49



 Venho falar do momento que já passou enquanto observo o nosso sol se por, aquele que te fazia sorrir e hoje me trás uma dor com solidão.
  Neste momento estou ao lado de Ninguem, que me acompanha nessas viagens sem companhia.
Alem de Ninguém, não há quem possa me ouvir ou talvez entender o silencio que venho adestrando com lagrimas.
  E com elas me pergunto, realmente vou achar alguém que me conheça, ou que também venha considerar como sendo importante as coisas que eu sinto pensar ao sonhar com o nada?
  O meu amigo questiona, afim de buscar calor dentro dessa multidão em forma de miríade, onde coloco meu foco? porque todos tem sabor das teses que se formam em mim?
 Ninguém cansa de me ouvir e brinca de existir.
 Começa a dança com a minha solidão, tão íntimos e vivos.
 Meus pensamentos escutam a musica e eles desenham mais rodopios no ar
 Sera que existe alguém tão desajustado assim no desconhecido próximo?
 Alguém que possa me encontrar e sorrir ao ver nossas existências se abraçando?
 E que venha juntar os medos com as certezas em um olhar esperançoso para o por do sol?
 por enquanto, sem resposta e par, fico a observar a dança de quem não existe.
 sigo falando em silencio enquanto o nosso sol desaparece e a solidão recebe a noite para mais uma dança com meu amigo Ninguém no momento que virá.

  me sinto um adjetivo negativado por sentidos já esquecidos, rebelados e alguns neologismos. tudo isso vale muito pouco para ser dito hoje, peças que não fazem sentido sem o tempo e o desgaste de sentimentos. a certeza é a peça que vai trazer você até aqui, vai ver tudo isso e acabar ignorando essa sombra que você sempre ignorou em mim. afinal, eu não tenho que sentir nada, sou o culpado por toda essa dor. 

  é mais eficiente me esquecer, ao menos algumas partes de mim, mas conveniente também, anular minha dor no meio do processo. já acostumei a me tornar uma sombra e sorrir, sou triste, doente e sonho com o dia em que poderei ver você dizer algo belo só porque me quer sorrindo.
no fim, você vai lembrar de mim como alguem bobo que te ensinou a se amar e que não merece uma chance. é um pensamento horrível, mas eu convivo com ele todos os dias, desde quando você falou que está comigo somente para confirmar que realmente não vale a pena estar ao meu lado. sou fadado ao fracasso mesmo tentando com toda minha alma ser vitorioso, acho que nunca alcançarei ou superarei suas espectativas, se é que ainda existe alguma.

há alguma chance nisso? nesse mar de desesperança esperando apenas uma frase que liberte as portas, aí serei levado junto da correnteza para a morte e estarei feliz por ter feito o meu máximo e falhado. confirmarei que não mereço você, tendo a certeza que sou um fracasso, é isso que eu sou para v...

Nenhum comentário: