..Bem vindo ao mundo invertido, surreal, abstrato e desconexo que surge a partir desta realidade imaterial.. cada vez mais invertido, surreal, dadaista,expressionista, abstrato, desconexo e subversivo, com muito orgulho disto..

17 julho, 2013

Diarios de um perdido #52


(17/07/2013)
novamente o pensamento de soltar sua mão me vem a mente, sei que errei de novo, culpa minha, mas nao houve intento de magoar ninguém. Não planejei ficar na duvida e acabar sem querer ficando em uma posição chata, se excluísse ficaria meio mal com quem ja estava mal, se mantivesse ficaria mal com quem eu amo, como resolver? po
deria me manter firme, destemido e correr riscos por defender minha posição, mas duvido que eu teria essa coragem. também poderia deixar o medo de ficarmos distantes novamente me dominar, excluir e deixar alguem que precisa de ajuda a deriva, ter uma possibilidade de você sentir algo por mim, mesmo depois do erro. Que diferença faz tudo isso, se você nem falar comigo quer, essa agonia que a ausência traz é brutal, corrói a alma e o pouco de segurança que eu tinha. Você já perdeu a confiança em mim, mas cada vez que acabo fazendo algo assim, perco um pouco de mim, parte essa que continha você. =/ morro aos poucos, perco você em mim quando sou vitima dos meus erros.

 você falou de acordos quebrados, certo? ajudar e acalmar uma amiga são coisas tao ruins assim? me sinto um lixo por ser deixado de lado por um erro idiota que cometi, mais um erro banal e cruel, você consegue fazer eu me ver como o canalha que realmente sou, obrigado por isso. Eu deveria cumprir tudo, certo? independente da situação, mesmo sabendo que a outra tem histórico mental instável, que pode acabar se descontrolando e ocorrendo algo bizarramente errado, deveria apenas olhar e deixar de lado? assim como você faz comigo quando lhe convém? 

acabo pensando em por um fim nisso, cada dia mais meus pensamentos se voltam para o fim, o meu fim. todos os dias acabo perdendo um pouco desse animo que me faz tentar sorrir, a idéia de um futuro brilhante já se foi faz muito tempo e não acho que vá voltar. quando  penso em nosso futuro vejo que serei apenas um peso para você, incompleto e defeituoso, um homem ferido por tantas balas no coração e vezes que abaixou a cabeça. sei que haverá muita felicidade também, amor e carinho, mas não sei se vou sobreviver com esse mesmo animo até lá. 

acho que preciso descansar, mas nada dá certo. tenho a impressão que nunca mais voltarei a ver o sol nascer junto do mar, mas pode apenas ser uma idéia triste, pode ser... 

Nenhum comentário: